Série Mundo Mama

Mundo Mama – Episódio 10 “À conversa com a Boss Babe Oxitocina”

Olá parceiros do Aleitamento Materno! Espero que se encontrem maravilhosos. Hoje, à semelhança da minha entrevista anterior, tenho uma convidada especial. Uma boss babe que trabalha no Movimento Pró Leite. A amorosa e incrível: Oxitocina!

 

Milene: Olá Oxitocina!

 

Oxitocina: Olá Milene! Olá amados leitores. Espero que estejam muito bem hoje.

 

Milene: Oxitocina, que bom ter-te aqui! Olha, ouvi dizer, e outros muitos ouviram também, que és conhecida como a hormona do amor.

Oxitocina: Oh minha querida… Acho que deve ser pela minha forma de estar. Gosto de trabalhar com proximidade e contacto. Gosto de pensar que eu promovo o abraço.

 

Milene: Promoves o Abraço?

 

Oxitocina: Sim querida, promovo a contração das células mioepiteliais que abraçam os alvéolos e os ductos, na mama. É com este abraço, bem apertadinho, que promovo a saída do leite da mama em direção aos mamilos.

Milene: E o que te estimula? O que é que te motiva, Oxitocina?

 

Oxitocina: Acima de tudo, Milene, mente e espírito positivos. Tenho uma política de stress 0. Deixo isso para a Adrenalina e o Cortisol. Esses colegas assumem o controlo sempre que existe stress. Para eu funcionar, o ambiente tem de ser zen. E refiro-me ao ambiente interior e exterior à mãe.

Milene: Peace and love.

 

Oxitocina: Peace and love, sim, claro. Isso e estimulação dos mamilos pela sucção, pelo toque.

Na verdade, tudo o que estiver relacionado com o bebé me estimula. Basta olhar, cheirar, tocar, ouvir ou pensar no bebé.

 

Milene: Anda amor no ar!

 

Oxitocina: Sem dúvida. Anda por aí a essência do meu trabalho.

 

Milene: E sei, Oxitocina, que trabalhas de perto com a Prolactina.

 

Oxitocina: Oh, sim, sim! Ela trata da produção, eu trato de fazer fluir o leite da mama.

 

Milene: Lindo!

 

Oxitocina: É um maravilhoso trabalho de equipa.

 

Milene: Oxitocina, às vezes a tua ação é bastante notória, não é verdade? Com isto, quero dizer que pode ser facilmente percebida pela mãe. Às vezes, até por outros!

 

Oxitocina: Sim. Enquanto que a Prolactina é mais silenciosa na sua ação, eu, quando me entusiasmo, deixo leves pistas do meu trabalho.

 

Milene: Podes dar exemplos de algumas dessas “pistas”?

 

Oxitocina: Às vezes, o abraço nos alvéolos e ductos é tal que o leite jorra (risinhos). Manifestações menos aparatosas, pelo menos para quem observa de fora, são, por exemplo, as picadas que algumas mulheres sentem no início das mamadas.

 

Milene: Ui!

 

Oxitocina: É da intensidade do amor! Brincadeira. É uma sensação passageira. O que também é passageiro, e desagradável, são os abraços que eu promovo no útero. Mas, estes últimos, são só nas primeiras mamadas após o parto. Promovo o abraço das células uterinas para ajudar o útero a voltar ao lugar. Há que cuidar das mães também.

 

Milene: Boss babe multifacetada!

 

Oxitocina: É o que acontece quando se trabalha com carinho e amor.

 

Milene: Sem dúvida. Bem, Oxitocina, estou muito agradecida pela tua participação nesta série.

 

Oxitocina: Minha querida, foi um prazer imenso.

 

Milene: O prazer foi todo meu. Muito obrigada!

 

 

Que boss babe querida, não acharam? Trabalha para ocorrer a injeção de leite da mama, trabalha na involução uterina, é sensível a estímulos relacionados com o bebé e trabalha melhor quando a mãe está zen.

Espero que tenham gostado tanto quanto eu. Fiquem por perto porque, brevemente, teremos entrevista com uma outra boss babe do Movimento Pró Leite, a FIL.

Um beijinho!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *